Quinta-feira, Abril 18, 2024

Sonangol considerada parceira credível para os investidores

Date:

A Sonangol é tida como um parceiro fiável de investimento e crescimento no sector energético, para investidores que procuram explorar as enormes oportunidades em Angola, declarou o administrador da companhia Osvaldo Inácio, na Semana Africana da Energia, na Cidade do Cabo, África do Sul.

Uma nota divulgada ontem pelo serviço de imprensa da do certame cita o administrador ma apresentação de um tema consagrado às oportunidades de investimento na indústria angolana de petróleo e gás, destacando a Sonangol como um “parceiro fiável para investidores globais que procuram retornos massivos e sustentáveis nos investimentos energéticos”.

O responsável considerou que a empresa é a ideal para estabelecer parcerias com investidores que procuram empregar capital num mercado energético amparado pela estabilidade contratual.

“Desempenhámos um papel crucial no posicionamento de Angola como um dos maiores produtores africanos de petróleo bruto, com a Sonangol a deter 17,5 por cento da produção total do país e a assegurar 4,2 milhões de toneladas de produtos refinados para satisfazer a procura local”, disse o administrador.

Segundo Osvaldo Inácio, a empresa tem grandes objectivos, como é o aumento da produção, monetização e desenvolvimento do gás, bem como a transformação do país num centro de refinação regional.

Com esses objectivos estabelecidos, acrescentou, a empresa procura parceiros de exploração para aumentar a produção, pois possui os recursos: “só precisamos de bombear para impulsionar o crescimento da indústria”, sublinhou.

 Transição energética

O administrador considerou que a transição energética deve ocorrer de forma justa, desde que a exploração seja mais limpa e amiga do ambiente. Comentando as oportunidades em toda a indústria do gás, disse que, por enquanto, a Sonangol procura tornar-se um actor chave para apoiar o consumo local e as exportações. Em função disso, Osvaldo Inácio anunciou projectos que a empresa está a implementar.

Avançou que a Sonangol assinou uma nova concessão de gás, na qual a empresa tem uma grande participação e está à procura de parceiros e investidores fiáveis com os quais possa cooperar para acelerar o desenvolvimento.

“O país está aberto ao investimento no gás e a energia solar e convidamos os investidores. Avançámos para o desenvolvimento do gás no norte do país, onde estamos a construir uma fábrica de fertilizantes na qual utilizaremos gás. Somos participantes no New Gas Consortium e parceiros no Projecto Sanha Lean Gas”, apontou Osvaldo Inácio.

Disse que em todo o sector do midstream, o Executivo destacou os projectos como as refinarias do Soyo, Luanda e Cabinda, bem como o Terminal Oceânico da Barra do Dande, operações para as quais a Sonangol está à procura investidores para se associarem.

 Projectos de investimento

Osvaldo Inácio disse que Angola tem vindo a importar produtos refinados e que a meta estabelecida pelo país é mudar, descrevendo os três projectos de construção de refinarias em curso.

Avançou que as três refinarias vão absorver um total 450 mil barris de petróleo por dia, o que significa que vai haver espaço para exportações para toda a região. “Estamos também a discutir gasodutos com países regionais. Tivemos uma boa conversa com o Afreximbank sobre o financiamento destes projectos”, anunciou.

No certame, o director executivo também promoveu a estratégia de energia renovável da Sonangol que inclui uma central solar fotovoltaica de 50 megawatts que a empresa está a desenvolver no Caraculo, uma instalação de produção de gás de 136 gigawatts no Zaire e um projecto de hidrogénio verde a ser implantado no Saumbe,

Sublinhou que a empresa está a associar a exploração, produção e comercialização de petróleo e gás, com projectos de transição de energia.

“Ainda não estamos a desistir do petróleo, não por enquanto. Vamos para o gás e passaremos às energias renováveis para combater a pobreza energética no país e impulsionar o crescimento económico. Planeamos desenvolver mil megawatts de energias renováveis até 2030”, anunciou o responsável.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_imgspot_img

Popular

Publicações Relacionado
Relacionado

China e Noruega pretendem reforçar a cooperação parlamentar com Angola

A presidente da Assembleia Nacional, Carolina Cerqueira, recebeu, quarta-feira, em Luanda, em audiências separadas, os embaixadores da China, Zhang Bin, e da Noruega, Bjornar Dahl Hotvedt, com os quais abordou o plano de cooperação entre os parlamentos.

Proposta de Lei da Actividade Mineira Ilegal é aprovada amanhã

A Proposta de Lei sobre a Actividade Mineira Ilegal volta, amanhã, a ser debatida na Assembleia Nacional para a sua aprovação na especialidade, para que medidas sejam tomadas contra todos os tipos de crimes aos recursos mineirais existentes em Angola.

Mining eventos partilha os progressos das etapas da cadeia de valores na 3º edição do Valentine`s Diamond Show

A Bumbar Mining orgulhosamente apresenta a terceira edição do Valentine’s Diamond Show, no dia 23 de Fevereiro de 2024, pelas 18h a 22h30, no Hotel Diamante em Luanda, um evento que visa promover e destacar os avanços da indústria diamantífera angolana.

Ataque do grupo Codeco mata 46 pessoas na RDC

Um total de 46 pessoas morreu num ataque de um grupo rebelde, o Codeco, contra um campo de deslocados no Nordeste da República Democrática do Congo (RDC) em Junho passado, confirmou ontem a Human Rights Watch (HRW).