Início Petróleo e Gás Produtores africanos de petróleo reúnem-se em Luanda

Produtores africanos de petróleo reúnem-se em Luanda

0
23

Luanda acolhe, na próxima segunda-feira, a terceira reunião de Executivos de Companhias Petrolíferas Nacionais (NOC) de países membros da Organização de Produtores de Petróleo Africanos (APPO).

O encontro, que é organizado pela petrolífera nacional Sonangol, contando com o apoio do Ministério dos Recursos Minerais, Petróleo e Gás (Mirempet), vai  discutir e trocar experiências sobre implementação, políticas  e  produção  de conteúdos locais no sector do petróleo.

As  Companhias Petrolíferas Nacionais dos países membros da APPO vão analisar também a estratégia de longo prazo da organização e debater sobre a criação de um fundo para alavancar a indústria petrolífera africana.

Segundo uma nota de imprensa do Minrempet a que o JA teve acesso, as delegações de vários países membros começaram a chegar ontem a Luanda, estando agendadas, para amanhã, domingo, visitas a várias instalações da Sonangol e ao edifício do MIREMPET.

Angola preside, este ano, o Conselho de Ministros da APPO, tendo organizado, em Maio último, a oitava Conferência e Exposição de Petróleo, vulgo Cape VIII.

A APPO, anteriormente denominada Associação dos Produtores Africanos de Petróleo, (APPA),  foi criada a 27 de Janeiro de 1987 em Lagos, Nigéria, para servir de plataforma de cooperação e coordenação de esforços, colaboração, partilha de conhecimentos e competências entre os Países Africanos Produtores de Petróleo.

A primeira reunião deste grupo, incluindo os quatro países, realizou-se em Libreville, Gabão, em Outubro de 1984.

Actualmente, os membros da APPO passaram de oito (8) em 1987 para quinze (15) (Argélia, Angola, Benin, Camarões, Chade, Congo, República Democrática do Congo, Costa do Marfim, Egipto, Guiné Equatorial, Gabão, Líbia, Níger, Nigéria e África do Sul).

Angola acolheu, em 2016,  a primeira conferência e exposição sobre conteúdo local na indústria de petróleo e gás em África e a segunda em Novembro de 2018.

SEM COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui