Terça-feira, Fevereiro 20, 2024

PDN 2023-2027 reduz peso do sector petrolífero no PIB para 20%

Date:

O Governo projecta, para o ciclo 2023-2027, uma contribuição do sector petrolífero no Produto Interno Bruto (PIB) em torno dos 20 por cento, contra os actuais 28 por cento, que é já um indicador abaixo do peso de 48 por cento registado em 2011.

O ministro da Economia e Planeamento, Mário Caetano João, considera este um caminho difícil, mas encorajador pelo qual a economia angolana está a passar.

“Este é o caminho da diversificação económica em Angola, onde o sector do agronegócio (cadeia de valor da produção vegetal e animal) tem sido o motor”, escreveu o ministro na rede social Linkedin.

Mário Caetano João assumiu que o agronegócio será o grande determinante de crescimento da economia, com o desejo do Governo em posicionar Angola entre os maiores produtores africanos de grãos, em especial milho, arroz, trigo e soja.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_imgspot_img

Popular

Publicações Relacionado
Relacionado

Mining eventos partilha os progressos das etapas da cadeia de valores na 3º edição do Valentine`s Diamond Show

A Bumbar Mining orgulhosamente apresenta a terceira edição do Valentine’s Diamond Show, no dia 23 de Fevereiro de 2024, pelas 18h a 22h30, no Hotel Diamante em Luanda, um evento que visa promover e destacar os avanços da indústria diamantífera angolana.

Ataque do grupo Codeco mata 46 pessoas na RDC

Um total de 46 pessoas morreu num ataque de um grupo rebelde, o Codeco, contra um campo de deslocados no Nordeste da República Democrática do Congo (RDC) em Junho passado, confirmou ontem a Human Rights Watch (HRW).

Cabo Verde está a trabalhar na recuperação de empresas

A ministra da Justiça de Cabo Verde, Joana Rosa, avançou, esta segunda-feira, na cidade da Praia, que o Governo está a trabalhar no processo de insolvência, no código de recuperação de empresas e nas medidas de acções visando dar uma nova vida à economia do país.

PGR de Israel pede anulação de lei que impede exoneração de Netanyahu

Jerusalém - A Procuradora-Geral de Israel, Gali Baharav-Miara, defendeu perante o Supremo Tribunal a revogação da lei, aprovada pelo Parlamento em Março, que impede o primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, de ser declarado incapaz de exercer o cargo.