quarta-feira, dezembro 7, 2022

Lunda Sul: Oportunidade de negócios atrai empresários zambianos

Date:

Empresários zambianos manifestaram o interesse de realizar investimentos nos domínios da mineração,indústria, agricultura, e restauração em Saurimo, província da Lunda-Sul.

A intenção foi manifestada, no termo de visitas guiadas ao Pólo de Desenvolvimento Diamantíferoinstitutos; aos Técnico Agrário (ITA), em Mona Quimbundo; Geológico de Angola (IGA); : as fazendas agropecuárias JOASS, JR, DT e  ao “Resort” Whenha, todos em Saurimo.

Os empresários ressaltaram, na ocasião, os níveis de organização e de produção constatados, durante  a jornada de campo.

O vice-cônsul do país  acreditado em Angola, Sydney Zulu, que integrou a delegação para facilitar os contactos   preliminares com o governo local, notou que a parceira da Zâmbia com Angola é anterior à proclamação da Independência Nacional com o país-irmão, com o qual mantém laços de cooperação saudável ao longo destes anos.

Acrescentou que o interesse bilateral dos dois governos para facilitar a tramitação administrativa dos pressupostos ligados à cedência de espaços e à formalização de parcerias com investidores da província, visa trazer benefícios mutuamente vantajosos.

A directora executiva da empresa zambiana “Auxiliary Management Services”, Esther Kapisa, que coordenou a equipa, assinalou uma série de valências constatadas na província com “bons indicadores de desenvolvimento na agropecuária e restauração.

Disse ter ficado “impressionada com a dimensão de investimentos na construção de dois empreendimentos, depois de ouvir comentários sobre a baixa qualidade de desenvolvimento na região leste de Angola”.

Com base na realidade constatada em fazendas de dois empresários, a directora executiva norteia o interesse na troca de experiencias no ramo da indústria transformadora. Prometeu regressar em breve, para, inicialmente, colocar as ideias em prática, principalmente na ramo da charcutaria.

Esther Kapisa recebeu das autoridades locais informações sobre o subaproveitamento da manga e sem promessa admitiu “um possível investimento em equipamentos para transformar a fruta em bebida” e outros derivados.

Já o director do Gabinete de Desenvolvimento Económico da Lunda-Sul, Kelson Malomalo, que chefiou a delegação do Governo angolano, destacou a  importância da província em captar investimento estrangeiro, para aumentar a oferta de emprego aos jovens, razão pela qual manifestou plena disponibilidade das autoridades em viabilizar as iniciativas que possam resultar desta visita de constatação.

A comitiva zambiana de 17 empresários esteve na Lunda-Sul, no último fim-de-semana, tendo constatado as potencialidades de Saurimo, a capital da província, e arredores, lê-se no JA.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_imgspot_img

Popular

Publicações Relacionado
Relacionado

Angola Lança Relatório Especial do Sector Petrolífero na Angola Oil and Gas (AOG) 2022

O Ministério dos Recursos Minerais, Petróleos e Gás de Angola (MIREMPET) lançou o seu Relatório Especial sobre o Sector Petrolífero durante a cerimónia de abertura da Conferência e Exposição Angola Oil&Gas (AOG) 2022 (http://bit.ly/3UyBCpP) na terça-feira.

Isabel dos Santos vai concorrer à Presidência de Angola se a oportunidade surgir – “Procuraram manchar a minha reputação para venderem a UNITEL aos...

A empresária Isabel dos Santos disse que quer ser candidata à Presidência da República, "se a oportunidade surgir", porque Angola "precisa de um novo futuro político" e diz acreditar que "há muitas pessoas" que vão estar com ela nessa batalha.

Economia timorense está lentamente a recuperar

A economia de Timor-Leste está lentamente a recuperar, depois de uma recuperação de 2,9% em 2021, a economia está no caminho certo para crescer ainda mais 3,0% em 2022", refere o relatório, com o tema "Honrar o passado, garantir o futuro".

Sonangol dá início a construção do segundo Navio petroleiro

O arranque da construção do segundo navio foi formalizado no dia 28 deste mês, na cidade de Mokpo, Coreia do Sul, com a tradicional cerimónia de corte de aço referente ao casco 8021, segundo navio do projecto da tipologia Suezmax.