Sábado, Maio 25, 2024

Embaixadora de Angola em Itália salienta contributo das mulheres na produção agrícola em solo nacional

Date:

A Embaixadora de Angola em Itália, Fátima Jardim, que discursava à margem da 50.ª Sessão do Comité Mundial da Segurança Alimentar e Nutricional, sob o lema: “Fazer a diferença na Segurança alimentar e na Nutricional”, ocorrida de 10 a 13 de Outubro, disse que “as mulheres garantem 70% da produção de alimentos consumidos pela família e comunidades e nas zonas rurais” em solo nacional.

De acordo com uma nota enviada ao Jornal de Angola, lê-se que o papel das mulheres angolanas é marcado pelas responsabilidades na educação dos filhos e na gestão das tarefas familiares, sendo por isso necessário, garantir a autonomia financeira e uma estrutura social sustentável, para melhorar as suas competências e reduzir a fome e a pobreza no país. 

Com vista a reduzir a fome e a pobreza no mundo, Fátima Jardim, defendeu que Angola propõe-se a fortalecer as estruturas nacionais, com programas de integração económica e social produtiva, dialogar e interagir para melhorar o planeamento e a interacção entre os governos e todos actores, reduzir a pobreza nas famílias através do empoderamento das populações, da promoção do associativismo, microempresas e do sector cooperativo, promover investimentos agrícolas e infra-estruturas para sistemas alimentares e cadeia de valor, bem como na promoção de acções para reduzir o comércio informal nas áreas rurais e produtivas e na promoção do emprego de jovens e mulheres.

Por outro lado, a Embaixadora de Angola em Itália agradeceu o apoio que a FAO, PAM e instituições financeiras como o Banco Mundial estão a prestar a Angola, e que contribuirá para o ajustamento e estabilidade económico-social que o nosso país procura.

O relatório do Estado de Segurança Alimentar e Nutrição no Mundo (SOFI) 2022 estima que entre 702 e 828 milhões de pessoas foram afectadas pela fome em 2021. O número cresceu cerca de 150 milhões desde o eclodir da pandemia COVID-19 – com mais 103 milhões de pessoas entre 2019 e 2020, e mais 46 milhões em 2021.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_imgspot_img

Popular

Publicações Relacionado
Relacionado

China e Noruega pretendem reforçar a cooperação parlamentar com Angola

A presidente da Assembleia Nacional, Carolina Cerqueira, recebeu, quarta-feira, em Luanda, em audiências separadas, os embaixadores da China, Zhang Bin, e da Noruega, Bjornar Dahl Hotvedt, com os quais abordou o plano de cooperação entre os parlamentos.

Proposta de Lei da Actividade Mineira Ilegal é aprovada amanhã

A Proposta de Lei sobre a Actividade Mineira Ilegal volta, amanhã, a ser debatida na Assembleia Nacional para a sua aprovação na especialidade, para que medidas sejam tomadas contra todos os tipos de crimes aos recursos mineirais existentes em Angola.

Mining eventos partilha os progressos das etapas da cadeia de valores na 3º edição do Valentine`s Diamond Show

A Bumbar Mining orgulhosamente apresenta a terceira edição do Valentine’s Diamond Show, no dia 23 de Fevereiro de 2024, pelas 18h a 22h30, no Hotel Diamante em Luanda, um evento que visa promover e destacar os avanços da indústria diamantífera angolana.

Ataque do grupo Codeco mata 46 pessoas na RDC

Um total de 46 pessoas morreu num ataque de um grupo rebelde, o Codeco, contra um campo de deslocados no Nordeste da República Democrática do Congo (RDC) em Junho passado, confirmou ontem a Human Rights Watch (HRW).