Quinta-feira, Junho 20, 2024

Deputado Virgílio de Fontes Pereira defende igualdade de género na CPLP

Date:

Um direito considerado fundamental para a construção de uma sociedade livre, a promoção da igualdade entre homens e mulheres foi o que defendeu o deputado Virgílio de Fontes Pereira, como valor de referência na Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).

O presidente do Grupo de Acompanhamento à AP-CPLP de Angola falava segunda-feira, na Sessão Plenária Ordinária da XII Assembleia Parlamentar da CPLP, em representação da líder da Assembleia Nacional, Carolina Cerqueira.

Na reunião, que sucedeu à Sessão Solene de abertura do evento, sob o lema “Reforço das Leis Nacionais para o Empoderamento das Mulheres e Jovens”, o deputado destacou o reforço das leis e a criação de programas na promoção e no empoderamento de meninas e mulheres, de modo a desafiar e mudar as relações de poder desiguais e abordar práticas, normas e expectativas que impeçam mulheres e meninas de alcançar todo o potencial.

Virgílio de Fontes Pereira alertou para a necessidade de se rever algumas práticas que a tradição cultural, nalguns países, tem vindo a promover, como a mutilação genital feminina. Enfatizou, por outro lado, os esforços que o Estado angolano tem envidado para atingir as metas pretendidas, relativamente ao equilíbrio de género nas instituições públicas e políticas.

“A igualdade de género é determinante para concretizarmos o nível de desenvolvimento social e económico que aspiramos para Angola e representa um enorme potencial para o crescimento e desenvolvimento socioeconómico do país”, disse Fontes Pereira.

O deputado acrescentou, porém, que, na estratégia de longo prazo “Angola 2050”, o Estado angolano traçou metas para a igualdade de género, para que as mulheres tenham real autonomia para definirem os seus projectos de vida.

“Esta estratégia prevê, na componente da igualdade de género, atingir até 2050 a paridade entre homens e mulheres na esfera política, com a adopção e implementação de políticas, legislação e regulamentação que garantam a visibilidade e a segurança das mulheres e das raparigas”, esclareceu o deputado, em prol da afirmação do compromisso de Angola no âmbito do empoderamento da mulher e da igualdade de género.

Guiné Equatorial faz história na AP-CPLP

Nove anos após a integração na AP-CPLP, a Guiné Equatorial voltou a marcar a história da organização, como o primeiro país de expressão não portuguesa a assumir a presidência. No entanto, o país de língua principal espanhol está a implementar em todo o seu território o ensino da língua portuguesa na rede de educação.

Por outro lado, a introdução de programas em português na televisão pública do país é uma das estratégias para a difusão do idioma, em todo o território nacional.

No discurso na Sessão Solene de abertura da XII da AP-CPLP, a presidente do Senado, Teresa Efua, em nome do Presidente da República da Guiné Equatorial, afirmou que é motivo de orgulho para o povo da Guiné Equatorial realizar pela primeira vez a Assembleia Parlamentar da CPLP e ao mesmo tempo assumir a presidência da AP-CPLP.

Fonte: Jornal de Angola

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_imgspot_img

Popular

Publicações Relacionado
Relacionado

China e Noruega pretendem reforçar a cooperação parlamentar com Angola

A presidente da Assembleia Nacional, Carolina Cerqueira, recebeu, quarta-feira, em Luanda, em audiências separadas, os embaixadores da China, Zhang Bin, e da Noruega, Bjornar Dahl Hotvedt, com os quais abordou o plano de cooperação entre os parlamentos.

Proposta de Lei da Actividade Mineira Ilegal é aprovada amanhã

A Proposta de Lei sobre a Actividade Mineira Ilegal volta, amanhã, a ser debatida na Assembleia Nacional para a sua aprovação na especialidade, para que medidas sejam tomadas contra todos os tipos de crimes aos recursos mineirais existentes em Angola.

Mining eventos partilha os progressos das etapas da cadeia de valores na 3º edição do Valentine`s Diamond Show

A Bumbar Mining orgulhosamente apresenta a terceira edição do Valentine’s Diamond Show, no dia 23 de Fevereiro de 2024, pelas 18h a 22h30, no Hotel Diamante em Luanda, um evento que visa promover e destacar os avanços da indústria diamantífera angolana.

Ataque do grupo Codeco mata 46 pessoas na RDC

Um total de 46 pessoas morreu num ataque de um grupo rebelde, o Codeco, contra um campo de deslocados no Nordeste da República Democrática do Congo (RDC) em Junho passado, confirmou ontem a Human Rights Watch (HRW).